Dance na chuva!

Naquele dia, ao anoitecer, disse Ele aos seus discípulos:

— Vamos atravessar para o outro lado.

{ Jesus orienta }

Deixando a multidão, eles o levaram no barco, assim como estava. Outros barcos também o acompanhavam. Levantou-se um forte vendaval, e as ondas se lançavam sobre o barco, de forma que este foi se enchendo de água.

{ As situações nos atormentam, e podem fazer a nossa fé oscilar }

Jesus estava na popa, dormindo com a cabeça sobre um travesseiro. Os discípulos o acordaram e clamaram:
— Mestre, não te importas que morramos?

{ Jesus está o tempo todo conosco, até nas situações em que não percebemos; e que clamamos por Sua ajuda desesperados, pois achamos que Ele nos abandonou }

Ele se levantou, repreendeu o vento e disse ao mar:
— Aquiete-se! Acalme-se!

O vento se aquietou, e fez-se completa bonança.

{ Jesus tem todo o poder para solucionar qualquer tempestade, e ainda, trazer bonança }

Então perguntou aos seus discípulos:
— Por que vocês estão com tanto medo? Ainda não têm fé?

{ PRECISAMOS TER FÉ EM JESUS! }

Eles estavam apavorados e perguntavam uns aos outros:
— Quem é este que até o vento e o mar lhe obedecem?

{ Esse é o nosso DEUS! }

Marcos 4:35-41  

Em cada gota da tempestade Deus ensina algo. Fato é que a bonança vem, ela vem… É preciso ter calma. Aproveite e dance na chuva!

Com carinho,

Você tem medo de quê?

Hoje eu acordei com medo. É, eu sei, é uma GRANDE fragilidade minha.

Não tenho vergonha de admitir minhas fraquezas, até porque acredito que quando as exponho, dou um primeiro passo para ser uma pessoa melhor. Sei que Deus me ensina muito através dos meus defeitos, e diante disso minhas preces estão se transformando. Em vez de pedir para que o Senhor ‘resolva’ meus problemas, peço a Ele que abra os meus olhos para Seus [preciosos] ensinamentos. E olha, tem funcionado. Minha fé tem se fortalecido e com isso, passo minhas experiências para outras pessoas (como estou fazendo agora, por exemplo).

Sempre que passo por um momento em que me sinto pressionada meu coração se agita; é como se estivessem, ao mesmo tempo, mil pássaros brincando no meu estômago. Não penso em mais nada a não ser na tal situação temida. Aqui encontra-se o perigo: esse medo se sobrepõe à minha fé!

“O medo é uma sensação que proporciona um estado de alerta demonstrado pelo receio de fazer alguma coisa, geralmente por se sentir ameaçado, tanto fisicamente como psicologicamente. Pavor é a ênfase do medo.” (Wikipédia)

A palavra de Deus é meu refúgio, posso inclusive, dizer como o salmista: ‘O que me consola na minha angústia é isto: que a Tua palavra me vivifica’ (Salmos 119:50). Graças a Deus pelas Escrituras que me trazem ânimo e vida! Meu coração, em silêncio, grita quando não há palavras para compor uma bela prece, e eu acredito que o Senhor entende esse grito, pois Ele me responde através da Sua palavra.

Deus se agrada de pessoas corajosas. Coragem, depois de força, foi o que Ele pediu para Josué (Josué 1:6). Se temos essa virtude é porque sabemos quem está ao nosso lado, ou melhor, quem está lutando por nós. Além disso, há algo que tira de nós o medo: o amor.

No amor não há medo; pelo contrário o perfeito amor expulsa o medo, porque o medo supõe castigo. Aquele que tem medo não está aperfeiçoado no amor. (1 João 4:1)

Tudo o que pude fazer foi pedir ao Senhor coragem, e também, que me envolvesse e me aperfeiçoasse no Seu perfeito amor, para que o medo fosse afastado de mim. Então, no final do dia, ouvi isto: ‘Seja forte e lutemos com bravura (…) E que o Senhor faça o que for de sua vontade’ (1 Crônicas 19:13). Só pude me render com um ‘amém’!

E você, tem medo de quê? Meu conselho é simples: envolva-se no amor de Deus, peça a Ele coragem; e não perca a fé, pois é essa palavrinha tão pequena que nos sustenta. Que a [boa, perfeita e agradável] vontade do Pai se cumpra em nós.

Com carinho,