O coração

cora

Um coração, criado antes da criação,
foi gerado por amor à humanidade

Esse coração veio à luz
todavia, conheceu nossa obscuridade

Por isso, o mesmo coração parou de bater
por três dias não mais houve embalo, nem musicalidade

Céu sem cor, terra sem ação

Contudo, o forte coração voltou à vida
missão cumprida! Uniu a humanidade à eternidade!

Tathiana Oliveira
Belo Horizonte, 2014

O cuidado

borbo

Ele cuida dos passarinhos.
Ele veste os lírios do campo.
Ele pinta um nascer e um pôr-do-sol por dia…

Tudo está sob Seu domínio e cuidado!

O sol se vai, o céu escuro se torna,
então Deus acende as estrelas,
chamando-as, uma a uma, pelo nome!

Tudo está sob Seu domínio e cuidado!

Tathiana Oliveira
Belo Horizonte, 2014

A pretensão do saber

 

Já há alguns dias, venho refletindo no quão saboroso é o conhecer; aprender novas coisas é um dom!
No entanto, a linha entre o ser sábio e ser pretensioso é muito tênue, e, às vezes, essa linha some. É nessa fusão que mora o perigo!

tumblr_lbdoc3UiiI1qbsrseo1_500_large

Deixamos, pois, de lado a humildade e por ter noção de algumas coisas, somos levados a inferiorizar aqueles que pensamos não saber aquilo que aprendemos.

Acontece que a própria vida ensina e há muito ‘diplomado’ que não tem um pingo da sabedoria que uma pessoa ‘vivida’ tem. O diferencial não está nos anos de faculdade ou nos títulos adquiridos, está, sobretudo, na simplicidade de encarar a vida com gosto.

É claro que aprender é sensacional! É, inclusive, meu verbo favorito. Mas, não desprezo as sabedorias tidas como ‘menores’, aquelas aprendidas com os avós, com os pais, com os vizinhos, com as brincadeiras na rua, com as flores, com os pássaros, com o céu, com as nuvens, com o sol, com as cores etc.

‘Só sei que nada sei’ é uma frase clássica do filósofo grego Sócrates,e é também o que tento fixar em meu coração, até mesmo quando aprendo algo novo.

Embora tenha vivido pouco mais de duas décadas, já aprendi que a pretensão do saber torna altivo o olhar e tira-nos a ternura da descoberta. Isso porque o conhecimento, de certa forma, massageia o ego. 

Mas, em meio a tudo isso, o Amor nos lembra que somos pó e que é com humildade que devemos seguir nesta vida! 🙂

(…) com os humildes está a sabedoria. (Provérbios 11:2)

Visto isso, minha prece é para que a sabedoria das coisas não me tire a simplicidade do coração (nunca!).

20130209-011028.jpg