Entre aspas: O coração

A Bíblia coloca o coração como o centro de todo pensamento e o cérebro meramente um instrumento que o coração usa para expressar-se. “De dentro do coração do homem, é que procedem pensamentos maus, adultério, fornicação…” Marcos 7:20-21. De acordo com a Bíblia, do coração procedem todas as coisas (vida física, memória, condenação, salvação, etc.). “Sobre tudo o que deves guardar, guarde o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida.” Provérbios 4:23. O centro onde todos os pensamentos trabalham e o qual molda o mecanismo humano.

Deus nunca julga a humanidade pelo seu cérebro mas Ele julga pelo seu coração. Existem inúmeras passagens na Bíblia que mostram que no coração esta o centro de processamento. 

Percepção significa o poder de discernir o que nós ouvimos, vemos e lemos, o poder de discernir o que está acontecendo ao nosso redor e o que isso representa para a nossa vida. E esse poder também está no coração. É o poder de perceber e entender o trabalho de Deus, em cada momento de nossas vidas, e que apesar das circunstancias, todas as coisas trabalham para o bem daqueles que estão firmados em Jesus Cristo.

Deus através da Bíblia nos instrui para que tenhamos sempre a Sua Palavra, os Seus mandamentos gravados em nossos corações, do que está cheio o coração é o que demonstraremos. A inclinação do coração será direcionada de acordo com o que colocamos dentro dele, se coisas de Deus ou coisas do mundo.

Cria em mim, ó Deus, um coração puro, e renova em mim um espírito reto. (Salmos 51:10)

Nota: Este texto não é meu, e eu desconheço o autor.

Com carinho,

Dance na chuva!

Naquele dia, ao anoitecer, disse Ele aos seus discípulos:

— Vamos atravessar para o outro lado.

{ Jesus orienta }

Deixando a multidão, eles o levaram no barco, assim como estava. Outros barcos também o acompanhavam. Levantou-se um forte vendaval, e as ondas se lançavam sobre o barco, de forma que este foi se enchendo de água.

{ As situações nos atormentam, e podem fazer a nossa fé oscilar }

Jesus estava na popa, dormindo com a cabeça sobre um travesseiro. Os discípulos o acordaram e clamaram:
— Mestre, não te importas que morramos?

{ Jesus está o tempo todo conosco, até nas situações em que não percebemos; e que clamamos por Sua ajuda desesperados, pois achamos que Ele nos abandonou }

Ele se levantou, repreendeu o vento e disse ao mar:
— Aquiete-se! Acalme-se!

O vento se aquietou, e fez-se completa bonança.

{ Jesus tem todo o poder para solucionar qualquer tempestade, e ainda, trazer bonança }

Então perguntou aos seus discípulos:
— Por que vocês estão com tanto medo? Ainda não têm fé?

{ PRECISAMOS TER FÉ EM JESUS! }

Eles estavam apavorados e perguntavam uns aos outros:
— Quem é este que até o vento e o mar lhe obedecem?

{ Esse é o nosso DEUS! }

Marcos 4:35-41  

Em cada gota da tempestade Deus ensina algo. Fato é que a bonança vem, ela vem… É preciso ter calma. Aproveite e dance na chuva!

Com carinho,

Eu sou casa!

Acaso não sabem que o corpo de vocês é santuário do Espírito Santo que habita em vocês, que lhes foi dado por Deus, e que vocês não são de si mesmos? (1 Coríntios 6:19)

Para que a casa seja um ambiente agradável de se estar, e que tenhamos prazer nela, é preciso que esteja limpa, organizada e cheirosa. Ninguém gosta de lugar sujo, com cheiro ruim e bagunçado; é desagradável! Da mesma forma acontece com o Espírito Santo de Deus, somos Sua casa. Já parou para pensar na grande responsabilidade disto? Mas, além de responsabilidade, é um verdadeiro privilégio conviver com esse Tesouro que nos consola.

Por mais que a semana seja corrida e haja muitas tarefas para realizar, sempre que há tempo “livre”, aproveito para arrumar as coisas. Ao ver objetos fora do lugar, procuro guardá-los. Quanto mais ajeitada estiver a casa, melhor, não é mesmo? No entanto, sabemos que ela nunca estará completamente perfeita, frequentemente haverá o que arrumar, reformar e/ou ajeitar.

Acredito que o Espírito Santo nos veja da mesma maneira. Ele sabe que habita em um lugar imperfeito, marcado por desobediência e rebeldia. Porém, o desejo dEle é que essa casa esteja, no mínimo, “habitável”.

Meus últimos textos foram sobre sabedoria (e/ou lições que aprendi com o livro de Provérbios, que estou lendo atualmente), e dois versículos do capítulo 24 chamaram minha atenção. Então Deus colocou esse tema no meu coração, sobre Sua casa: nosso corpo.

Com sabedoria se constrói a casa, e com discernimento se consolida. Pelo conhecimento os seus cômodos se enchem do que é precioso e agradável. (Provérbios 24:3-4)

Creio que no momento em que isso foi escrito, essa casa se referia a uma casa de verdade (como as nossas). No entanto, quando li, imaginei essa casa sendo o meu corpo. E é aplicável. É quando nos comportamos com sabedoria ao vestir, falar, agir… que construímos um lugar habitável para o Espírito Santo. Ao discernirmos o que é bom e o que é ruim, edificamos esse lugar. Através do conhecimento [de Deus], todo o nosso corpo é preenchido por coisas boas. Sendo assim, o Espírito Santo sentirá prazer habitando em nós.

É de extrema importância cuidarmos do nosso corpo! Como Paulo nos disse em 1Coríntios 6:19 (acima), não somos de nós mesmos, e sim do Senhor. Logo após ele continua dizendo: ‘Vocês foram comprados por alto preço. Portanto, glorifiquem a Deus com o corpo de vocês.’ (1 Coríntios 6:20).

Vale a pena parar e pensar nisso; parar e refletir se realmente estamos cuidando bem de nós mesmos, ou seja, se a casa está organizada para que o Espírito Santo more. E, também, se estamos glorificando a Deus com o nosso corpo, ou fazendo dele algo que desagrada a Deus. Sabedoria sempre! Se preciso for, se bater dúvidas, perguntemos ao Espírito Santo se estamos Lhe agradando.

Valorizemos o Deus glorioso [maravilhoso, grande, poderoso, lindo…] que escolheu viver tão próximo, escolheu viver em nós!

  • Deixo aqui uma música que se relaciona muito com tudo isso:

Casa – PalavrAntiga

Deus preferiu essa carne, não quis os templos que eu posso construir com minhas mãos.
Me fez casa, eu sou morada; Lugar de Deus! Que não está lá fora, mas sim, mora dentro de mim. Abri a porta e Ele entrou em casa. Estou em obras. Essa morada um dia será perfeição!
Deus preferiu essa carne, não quis os templos que eu posso construir com minhas mãos, não! Me fez casa, eu sou morada; Lugar de Deus! Que não está lá fora, mas sim, mora dentro de mim. A minha janela são estes olhos que brilham, uma coisa ela mostra: quem a ilumina é o meu Amado; Mudando as coisas de lugar dentro de mim, dentro de mim…

Eu sou casa, lugar de Deus! Ele habita em mim!!!

Lá fora é frio; Lá fora é medo; É alto de monte; Deserto, vazio… Morando em mim, Tu me aqueces, me ensina a ser livre; Santo Espírito me enche de alegria! ♪

Com carinho,

Deus está comigo!

Hoje pela manhã, estava estudando a lição da Escola Bíblica Infantil da Igreja na qual congrego. As crianças acabaram de aprender sobre Moisés e sua trajetória (desde o seu nascimento, até a sua morte). E agora, aprenderão sobre Josué.

Então, meditei neste trecho:

Somente seja forte e muito corajoso! Tenha o cuidado de obedecer a toda a lei que o meu servo Moisés lhe ordenou; não se desvie dela, nem para a direita nem para a esquerda, para que você seja bem sucedido por onde quer que andar. Não deixe de falar as palavras deste Livro da Lei e de meditar nelas de dia e de noite, para que você cumpra fielmente tudo o que nele está escrito. Só então os seus caminhos prosperarão e você será bem sucedido. Não fui eu que lhe ordenei? Seja forte e corajoso! Não se apavore, nem se desanime, pois o Senhor, o seu Deus, estará com você por onde você andar. (Josué 1:7-9)

Josué recebeu a missão de ‘substituir’ Moisés (que libertou o povo do Egito e o guiou pelo deserto). Talvez, aos seus olhos, aquilo era impossível. No entanto, foi Deus quem lhe chamou.

Deus conhece as nossas fraquezas, assim como conhecia as de Josué. Por isso, antes de qualquer coisa, o Senhor lhe pediu força e coragem. Mas, Ele não simplesmente pediu, o próprio Deus fortaleceria Josué e lhe encorajaria, sempre que necessário.

E, logo depois, disse para que Josué obedecesse TODA A LEI — e não se desviasse dela. Aqui está a importância de se submeter aos ensinamentos de Deus. Pois é através da Sua palavra que o conhecemos, para que nEle possamos confiar.

Além disso tudo, o Senhor ordenou que Josué pregasse a Palavra, paralelamente ele precisaria meditar nela, porque só falamos com propriedade daquilo que conhecemos. Deus nos chama para um relacionamento profundo com Ele, que é possível através da Bíblia e da oração.

Por fim, Deus pede a Josué que não desanime, porque Ele jamais o abandonaria, e estaria com ele por onde ele fosse. Assim é comigo e com você! O Senhor não nos abandona; Ele está conosco o tempo todo, por mais que não percebamos.

Tumblr_maju7tvunw1re4amro1_500_large

O que aprendemos com isso para a nossa vida hoje? Que por maiores que sejam as nossas fraquezas, Deus nos pede (e nos dá) força; e por maior que seja a nossa covardia, Deus nos quer pessoas corajosas. Para que tenhamos essas duas virtudes, precisamos meditar na Palavra de Deus e obedecê-la.

Com força, coragem e confiança em Deus, seremos capazes de falar do Seu [precioso] amor para quem está à nossa volta.

Sejamos fortes! Sejamos corajosos! Não desanimemos, pois DEUS está conosco.

Com carinho,

Você tem medo de quê?

Hoje eu acordei com medo. É, eu sei, é uma GRANDE fragilidade minha.

Não tenho vergonha de admitir minhas fraquezas, até porque acredito que quando as exponho, dou um primeiro passo para ser uma pessoa melhor. Sei que Deus me ensina muito através dos meus defeitos, e diante disso minhas preces estão se transformando. Em vez de pedir para que o Senhor ‘resolva’ meus problemas, peço a Ele que abra os meus olhos para Seus [preciosos] ensinamentos. E olha, tem funcionado. Minha fé tem se fortalecido e com isso, passo minhas experiências para outras pessoas (como estou fazendo agora, por exemplo).

Sempre que passo por um momento em que me sinto pressionada meu coração se agita; é como se estivessem, ao mesmo tempo, mil pássaros brincando no meu estômago. Não penso em mais nada a não ser na tal situação temida. Aqui encontra-se o perigo: esse medo se sobrepõe à minha fé!

“O medo é uma sensação que proporciona um estado de alerta demonstrado pelo receio de fazer alguma coisa, geralmente por se sentir ameaçado, tanto fisicamente como psicologicamente. Pavor é a ênfase do medo.” (Wikipédia)

A palavra de Deus é meu refúgio, posso inclusive, dizer como o salmista: ‘O que me consola na minha angústia é isto: que a Tua palavra me vivifica’ (Salmos 119:50). Graças a Deus pelas Escrituras que me trazem ânimo e vida! Meu coração, em silêncio, grita quando não há palavras para compor uma bela prece, e eu acredito que o Senhor entende esse grito, pois Ele me responde através da Sua palavra.

Deus se agrada de pessoas corajosas. Coragem, depois de força, foi o que Ele pediu para Josué (Josué 1:6). Se temos essa virtude é porque sabemos quem está ao nosso lado, ou melhor, quem está lutando por nós. Além disso, há algo que tira de nós o medo: o amor.

No amor não há medo; pelo contrário o perfeito amor expulsa o medo, porque o medo supõe castigo. Aquele que tem medo não está aperfeiçoado no amor. (1 João 4:1)

Tudo o que pude fazer foi pedir ao Senhor coragem, e também, que me envolvesse e me aperfeiçoasse no Seu perfeito amor, para que o medo fosse afastado de mim. Então, no final do dia, ouvi isto: ‘Seja forte e lutemos com bravura (…) E que o Senhor faça o que for de sua vontade’ (1 Crônicas 19:13). Só pude me render com um ‘amém’!

E você, tem medo de quê? Meu conselho é simples: envolva-se no amor de Deus, peça a Ele coragem; e não perca a fé, pois é essa palavrinha tão pequena que nos sustenta. Que a [boa, perfeita e agradável] vontade do Pai se cumpra em nós.

Com carinho,

Louvem!

Aleluia! Louvem o Senhor desde os céus, louvem-no nas alturas!

Louvem-no todos os seus anjos, louvem-no todos os seus exércitos celestiais.
Louvem-no sol e lua, louvem-no todas as estrelas cintilantes.
Louvem-no os mais altos céus e as águas acima do firmamento.
Louvem todos eles o nome do Senhor, pois ordenou, e eles foram criados.
Ele os estabeleceu em seus lugares para todo o sempre; deu-lhes um decreto que jamais mudará.
Louvem o Senhor, vocês que estão na terra, serpentes marinhas e todas as profundezas,
relâmpagos e granizo, neve e neblina, vendavais que cumprem o que ele determina,
todas as montanhas e colinas, árvores frutíferas e todos os cedros,
todos os animais selvagens e os rebanhos domésticos, todos os demais seres vivos e as aves,
reis da terra e todas as nações, todos os governantes e juízes da terra,
moços e moças, velhos e crianças.
Louvem todos o nome do Senhor, pois somente o seu nome é exaltado; a sua majestade está acima da terra e dos céus.
(Salmos 148:1-13)

Você sabe o que significa LOUVAR? Louvar é: Exaltar, glorificar; Dispensar elogios a alguém, decantar-lhe os méritos;  Do hebraico: elogio.

Pensando neste significado e lendo esse Salmo, podemos [tentar] imaginar: “Como é que a natureza louva ao Senhor?”. E mais, chegamos a conclusão de que Deus é louvado continuamente.

A leitora Brenda Êmilly leu meu texto sobre ‘As Estrelas’ e se lembrou de um vídeo que havia assistido, então, me enviou ele por e-mail. Assim como ela ficou encantada, eu fiquei [completamente] maravilhada. Por isso, estou compartilhando aqui no Blog.

Assista ao vídeo para compreender melhor o Salmo citado acima:

‘Quão grande é o Senhor…’ ♪

Lindo, né? Após esse vídeo procurei palavras para descrever a GRANDEZA de Deus, e confesso, não as encontrei. Quem me acompanha há mais tempo sabe que eu sou fascinada pela criação de Deus, por toda a natureza. Inclusive, foi a partir dessa minha admiração que criei essa frase:

Admirar a beleza da criação é uma forma autêntica de adoração a Deus.

Fato é que o nosso Deus é grande, portanto, só nos resta louvá-lo!

Destaco aqui a frase do Louie Giglio que mais me marcou:

‘Eu acho que não temos a mínima ideia da expansão do louvor contínuo que cerca o trono de Deus’.

Com carinho,